SINPRO-PE | SINDICATO DOS PROFESSORES DO ESTADO DE PERNAMBUCO

SINPRO PERNAMBUCO: AS MÁSCARAS NÃO PODEM CAIR

#Sinpro75Anos #SinproPernambuco
Ditado antigo, mas muito atual, refere-se a pessoas que argumentam sobre um assunto desviando o foco do real interesse. Quando a verdade se sobrepõe, e ela sempre faz isso, é dito que “a máscara caiu”.

Nesse tempo de pandemia e afastamento social compulsório, as medidas tomadas tem um sentido único e importantíssimo: preservar as vidas. Comportamentos de cuidado pessoal não podem ser transformados em soluções universais que sugerem segurança da comunidade escolar. A adoção de protocolos de segurança não garante a integridade de nenhum(a) trabalhador(a) da educação, nem dos estudantes e também das suas famílias.

Nas últimas semanas vimos várias ações midiáticas extrapolando a realidade dos dados e intensificando o agendamento de retorno às aulas. Movimento que ignorou a portaria estadual que garante a suspensão das atividades presenciais até pelo menos 31 de julho.

Diversas escolas enviaram mensagens para as famílias convocando para o retorno ainda neste mês. Sob a égide de que “garantiriam” um retorno seguro, reabririam as salas de aula para “salvar o ano”.

Esconder que os números indicam que não superamos a fase crítica de contaminação e expor todo um conjunto de pessoas a se aglomerar em salas de aula foge completamente ao propósito de salvar vidas. Porém, cumpre uma agenda econômica.

A atual crise sanitária expõe que sem a força de trabalho, o capital não gera riqueza. A “máscara cai” quando o investimento financeiro se sobrepõe ao ato de salvar vidas.

Quem deixa sua máscara cair, se expõe ao risco sozinho. Por isso, o Sinpro Pernambuco está conclamando a todos(as), a não deixar as máscaras caírem. É nosso papel impedir que as escolas virem centro de distribuição do Novo Coronavírus e colocarmos por terra todo o esforço desprendido até agora pela maior parte da sociedade.

Não temos vacinas e não temos medicação, mas temos o direito de proteger nossos familiares, amigos(as) e vizinhos(as).

Dessa maneira, o Sinpro Pernambuco, observando as inquietações da categoria reafirma que está do lado dos que almejam proteger a saúde e as vidas da comunidade escolar. Mais uma vez, nos colocamos contrários a qualquer retorno às aulas presenciais, enquanto não houver a vacina ou profilaxias cientificamente referendadas, que combatam a Covid-19.

Faça parte dessa corrente e vamos mandar o aviso juntos: aulas presencias só com vacina! Vidas valem mais que mensalidades!

Comentários

comments